fbpx

Oi Minha querida,

Nossa conversa de hoje é muito especial. Morar fora do Brasil pode ser a realização de um sonho, a aceitação de uma excelente proposta de trabalho ou a busca por uma importante melhora na qualidade de vida.

Sair do país tem uma grande variável de razões. Tomar essa decisão não é uma tarefa das mais fáceis. É preciso ter uma certa coragem para deixar o aconchego do lar, o carinho e o convívio com a família e os amigos e encarar muitos desafios. Entre eles a adaptação, uma nova cultura, a barreira do idioma, a busca por novos laços de amizade e muito mais.

Sabe, na grande maioria das vezes, tomamos a decisão de tentar a vida longe do país e agarramos a oportunidade com unhas e dentes. Nos preocupamos com toda a parte burocrática e nos esquecemos de cuidar do mental, da parte emocional.

A medida que chega o momento do embarque é que percebemos que deixamos algo para trás. Isso aumenta um pouquinho mais quando iniciamos uma nova vida no exterior. O coração aperta, a saudade aumenta, chega até a doer. Sentimos falta daqueles que a gente ama, especialmente dos nossos pais, os irmãos, da família e dos amigos mais chegados, aqueles que estão ali, do seu lado para o que der e vier.

Esse sentimento pode fazer da adaptação ao novo lar mais demorada. A realidade imposta pela mudança pode ser mais fácil caso você encontre uma rede de sustentação forte no local escolhido para viver.

GRATIDÃO E COLABORAÇÃO

Tomada a decisão sobre a mudança, é preciso estar plena, feliz, completa e preparada para o que vier. Nessa hora, a GRATIDÃO fala mais alto e é sempre muito importante conversar com os que são mais próximos e mostrar a eles que essa oportunidade é única e você estará muito bem. Esse ato também é de amor e união, mostra respeito e eles vão saber que nenhuma distância é maior do que você sente por quem vai ficar.

Você pode estar se perguntando coisas como: e a presença? Como vou entrar em contato? Eles sentirão a minha falta como eu vou sentir a deles? A resposta para essas perguntas vem do seu EU interior. Vá PLENA, harmonizada, FELIZ e cheia de energia para o seu novo lar.

Você tem a consciência de que pode se comunicar com quem fica graças a toda a facilidade tecnológica existente nos dias de hoje. Então, alivie o seu coração, aproveite a oportunidade que tem e seja GRATA por tudo de bom que acontece na sua vida.

UMA JORNADA

Morar longe dos seus familiares também é uma jornada de autoconhecimento. A vivência, o apoio, as alegrias, as conquistas, a coragem e os novos caminhos que se abrem te impulsionam a seguir a jornada e a mostrar para quem ficou que você está bem.

Longe de casa, faça uma autorreflexão. Primeiro identifique o que te faz feliz, o que te traz alegria. Este questionamento abre um leque de mil possibilidades dentro da sua vida. Aí a jornada fica mais prazerosa, saborosa e você se sente mais motivada para continuar.

COMPETIR PRA QUÊ?

Minhas amigas, muita gente fala que nós mulheres somos extremamente competitivas, especialmente fora do país. Eu tenho um entendimento que é diferente dessa afirmação. Eu acredito na força do grupo, no poder da sororidade, no compartilhamento, no amor, na união e na coletividade.

Participar de uma rede de pessoas que estão unidas em busca de um mesmo objetivo é especial, lindo. A adaptação longe de casa é mais fácil quando temos a felicidade de fazer parte de um grupo assim.

A conexão e a arte de se sentir pertencente é a mola propulsora para uma adaptação mais fácil e também para fazer a saudade um pouco menor possibilitando o florescimento de sentimentos bonitos e saudáveis em relação ao que ficou no Brasil. Quando você consegue isso, fazendo parte de um grupo com uma mentalidade e consciência positiva a situação fica ainda melhor.

Gratidão, amor, contentamento, fé, força e união. Estes são alguns dos pilares do Global Soul® Movement.  Estou ansiosa para ouvir a sua história de adaptação longe de casa, da família e dos amigos.

Conta pra gente!

É sempre um prazer, uma alegria escrever para vocês, trocar experiências e sentir que estou contribuindo para você de alguma forma. Você não está sozinha nessa jornada fora do país. Estou sempre aqui para te ajudar.

Gostou? Me ajude a fazer este blog! Este espaço é seu! Sugira algum tema especial para você ou faça alguma pergunta nos comentários.

Com amor e gratidão!

Tamara Lopes